Naufrágio intacto mais antigo do mundo é um navio grego

Embarcação tem mais de 2.400 anos

navio mais antigo já encontrado
Uma descoberta arqueológica de grande importância (Foto: Reprodução/BBC)

Durante uma expedição arqueológica no fundo do Mar Negro, especialistas encontraram o que pode ser o naufrágio intacto mais antigo do mundo. A embarcação teria 2.400 anos e seria grega. O barco tem 23 metros de comprimento e impressiona pelo estado de conservação.

A embarcação ainda conta com o mastro, bancos dos remadores e lemes, por exemplo. A descoberta foi feita a pouco mais de um quilômetro de profundidade. A distância da superfície e, consequentemente, menor quantidade de oxigênio, ajudou na preservação, segundo os arqueólogos.

Um dos responsáveis pela expedição, o professor Jon Adams, falou sobre o caso ao jornal The Guardian. Ele é o principal investigador do Projeto de Arqueologia Marítima do Mar Negro (MAP). Em entrevista, ele afirmou: “Um navio sobrevivente intacto do mundo clássico, deitado em mais de dois quilômetros de água, é algo que eu nunca teria acreditado ser possível. Isso vai mudar nossa compreensão da construção naval e marítima no mundo antigo”.

Naufrágio intacto mais antigo do mundo não é único localizado em bom estado no Mar Negro

De acordo com a BBC, o Mar Negro é ideal para conservação de navios antigos. Isso, pois abaixo de 159 metros, não há oxigênio. Sendo assim, os naufrágios que ficam abaixo desta linha tendem a durar muito mais. O oxigênio é um dos fatores que auxiliam na degradação.

Foi realizado um teste com datação de carbono usando um pequeno pedaço do barco. Os cientistas decidiram que não o retirarão do local, ou seja, ele continuará por mais tempo e preservado no fundo do mar.

Naufrágio intacto mais antigo do mundo
Naufrágio intacto mais antigo do mundo impressiona
(Foto: Reprodução/BBC)

Leia também:

O naufrágio mais profundo já encontrado

Cachorro vai à missa todos os dias após morte da dona

Maior gato do mundo bate recorde e pode entrar para o Guinness Book

Em conclusão, os exames mostraram que, de fato, se trata do naufrágio intacto mais antigo do mundo.

Um outro navio, do século XIII também foi encontrado em ótimas condições de conservação por lá. Foi possível ver até as cordas dos mastros enroladas e ainda inteiras. Neste caso, a embarcação estava a cerca de 1.800 metros de profundidade, ou seja, quase dois quilômetros longe da superfície.

Principal fonte: BBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.