Amazônia em chamas: foto de tamanduá cego fugindo do fogo emociona o mundo

Registro feito pelo fotógrafo Araquém Alcântara é um dos símbolos do que está acontecendo na Amazônia

tamanduá cego

O registro foi feito pelo fotógrafo Araquém Alcântara. Ele fazia fotos da grande queimada próximo à BR-163, Rodovia Cuiabá-Santarém, quando se deparou com a cena triste. Um tamanduá cego, se esforçando pata fugir da queimada sem ver o que acontecia. O animal já estava parcialmente queimado, e desesperado.

Andando como um humano que não enxerga, o tamanduá tentava seguir com as mãos à frente do rosto. Ele sentiu o fotógrafo perto e tentou se defender, sem entender que poderia ser uma ajuda.

tamanduá Amazônia
Imagem comoveu milhares de pessoas
(Foto: Araquém Alcântara)

Araquém falou sobre o caso no Facebook, e o relato comoveu milhares de pessoas. O desespero do bichinho, lutando pela vida, mostra o que acontece em toda a área de queimada. Os reflexos são sentidos no país inteiro.

Enfim, da água preta e céu escuro em São Paulo aos animais mortos e todo sofrimento, esse incêndio mata muito mais do que podemos ver.

Tamanduá cego fugindo do fogo ganhou grande repercussão

O responsável pela foto afirma que ficou surpreso com a repercussão do registro. Quem vê, sem dúvida, dificilmente fica indiferente. A vontade de chorar, de querer ajudar, de gritar é grande.

Um animal em tal situação mostra o quanto é importante preservar a Amazônia enquanto ela ainda está de pé. Esse tamanduá cego e triste com o fim de sua casa reflete a falta de atenção com tão importante floresta.

Leia também:

Cães e gatos pretos são últimos a serem adotados

Lego criou seu primeiro bonequinho cadeirante

Cuba desenvolve cura para vitiligo em três dias a partir de placenta humana

Mesmo ferido e sem ver o caminho, ele tentava lutar pela vida. O mundo ruía atrás dele, mas o animal suava os sentidos para tentar ir na direção certa. É realmente uma foto de cortar o coração de quem tem um coração.

Eu estive lá e vi. E fotografei. Sou testemunha ocular. A Amazônia é a minha matriz criativa. Já foram mais de cinquenta…

Publicado por Araquém Alcântara em Sábado, 17 de agosto de 2019

Fotógrafo usou redes sociais para falar do caso

Enfim, através do Facebook e outras redes sociais Araquém Alcântara disse que ficou surpreso com o alcance da foto. Agradeceu às mensagens e notou a comoção resultante.

Muitas pessoas não têm noção da gravidade da coisa, mas pode começar a ter ao ver imagens como as de Araquém.

A história do Tamanduá-mirim cego e indefeso fugindo de uma queimada na Amazônia.

Publicado por Araquém Alcântara em Terça-feira, 20 de agosto de 2019

Nota média 4.9 de 8 votos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.