Cães e gatos pretos são últimos a serem adotados, segundo estudo

Uma ONG de resgate animal compilou dados e concluiu esta triste realidade

cães e gatos pretos

Até mesmo o amor aos animais está sujeito a certos preconceitos, infelizmente. Mesmo pessoas que tomam a bela atitude de adotar animais em abrigos, podem acabar se rendendo a estatísticas tristes. Sem dúvida, a adoção é linda por si só, mas poderia ser ainda mais linda com desprendimento total. Uma pesquisa indica que cães e gatos pretos são os últimos a serem adotados.

Em resumo, quem fez a pesquisa foi a ONG Lucky Dog Animal, e os resultados são alarmantes. A instituição pró-animal revelou que a maioria dos filhotes que são ignorados nos abrigos têm pelo escuro. Por outro lado, os animais com pelagem clara apresentam muito mais chances de encontrar um lar.

cachorro preto
(Foto: Jaclyn Clark/Unsplash)

A comunidade científica tem um nome para isso: “Síndrome do Cachorro Preto”. Mas vale lembrar que isso ocorre com a mesma frequência com gatos.

Isso acontece mundialmente. Os animais mais escuros são os que ficam mais tempo nos abrigos. Isso quanto saem deles, pois correm o risco de nunca acharem uma família.

A diretora da Lucky Dog Animal, Mirah Horowitz, afirmou que a Síndrome do Cachorro Preto é bem real.

Cães e gatos pretos são os últimos a serem adotados, mas atitudes podem mudar isso

Atitudes podem mudar a triste realidade comprovada nos estudos citados. Não que os novos tutores devam abandonar os animais claros e preferir os escuros. O ideal, é que todos os animais sejam vistos da mesma forma, e outros pontos possam ser avaliados na hora da adoção.

O tempo que o bichinho está esperando uma chance, por exemplo, deve ser considerado. Se um pet está há meses aguardando e não achou um lar, não seria mais interessante escolher ele do que um que acabou de chegar?

gato preto adoção

(Foto: David Boca/Unsplash)

Leia também:

Projeto une gatos abandonados e presidiários e resultado é ótimo

Lego criou seu primeiro bonequinho cadeirante

Cadela foi espancada, pintada com spray e abandonada amarrada com fio 

Os animais novos nos abrigos podem ter mais tempo para serem vistos e adotados. Já os que estão há mais tempo, em suma, já foram rejeitados diversas vezes. Que tal avaliar isso também?

Outro ponto importante é que quanto mais tempo o filhote fica, menos interessante ele se torna para algumas famílias. Isso, pois as pessoas preferem os filhotes e, sendo assim, se não for adotado rapidamente, o bichinho cresce e as chances caem mais ainda.

Pense nisso e traga amor para dentro de casa adotando um cão ou um gato.

gatos pretos não dão azar
(Foto: Anders Nord/Unsplash)
Nota média 5 de 6 votos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.