Jovem foi morta por leões enquanto trabalhava em reserva de caça

Ela foi encontrada gravemente ferida com marcas de garras e mordidas e não resistiu

Jovem foi morta por leões

Uma jovem foi morta por leões enquanto trabalhava em uma reserva de caça na África do Sul. Swans van Wyke, de 21 anos, ainda consegui escapar no local, mas morreu devido aos graves ferimentos.

mulher foi morta por leões

A investigações indicam que ela estava trabalhando, cumprindo as funções normalmente, quanto foi atacada por um número desconhecido de leões. As circunstâncias do incidente ainda são desconhecidas.

O porta-voz da polícia regional, coronel Moatshe Ngoepe afirmou que o caso segue sob investigação para descobrirem o que houve. O parque foi fechado ao público após o registro.

jovem foi atacada por leões

A jovem foi encontrada em estado grave, com ferimentos profundos de garras e mordidas. Os colegas ouviram gritos e foram até o local, onde ela estava. Van Wyke ainda estava viva, mas morreu no local.

Os funcionários da reserva que presenciaram a ocorrência receberam folgas e terão acompanhamento psicológico. São observados para saber se adquiriram um trauma devido ao que viram.

Jovem foi morta por leões e acende alerta sobre reservas de caça

jovem foi morta por vários leões

Existem dezenas de lojas de caça na área em que tudo aconteceu. O local exato onde os leões atacaram não foi revelado, mas acredita-se que tenha fechado ao acesso público, ao mesmo por enquanto.

Em agosto do ano passado, o proprietário de um destes safaris, Leon van Biljon, de 70 anos, conhecido como “O Homem Leão” foi atacado até a morte depois de entrar em seu próprio recinto para tentar consertar uma cerca quebrada. Os três leões responsáveis, Rambo, Nakita e Katryn, foram mortos a tiros.

Leia também:

Parque da índia autoriza matar caçadores para proteger rinocerontes

Cervo sobrevive a tiro e mata caçador

Gatos pensam que somos gatos gigantes, afirma estudo

mulher foi morta em safári de caça

Em maio de 2018, o turista Pieter Nortje, 55 anos, teve sorte de sobreviver a um ataque quando colocou a mão em um recinto em um parque e teve o braço ferido por uma mordida de leão. Ele teve que tomar 60 pontos após o ataque. Foi salvo por outro turista que deu um soco no leão e o assustou.

No mesmo mês, Mike Hodge, 72 anos, nascido no Reino Unido, dono de um parque de leões, em Joanesburgo, foi atacado por um leão em um recinto. Ele sofreu ferimentos graves em um ataque capturado em vídeo quando foi arrastado para a vegetação rasteira para ser devorado e só foi salvo quando um funionário matou o leão.

Em fevereiro de 2017, uma jovem foi morta por leões quando saiu do carro para fotografar animais. Ela tinha 22 anos e foi atacada na popular Reserva de Caça Dinokeng, perto de Pretória, por leões que estavam perseguindo um impala.

Recomendamos para você



Por favor deixe sua opinião isso é muito importante

Deixe sua opinião sobre esse assunto. Campos obrigatórios são marcados com *