Homem mordeu cachorro policial e foi preso

Durante confusão, suspeito e cão trocaram mordidas

Homem mordeu cachorro policial e foi preso
Homem mordeu cachorro policial durante ação de contenção (Fotos: Divulgação/Unsplash)

Há quem diga que o mundo está de cabeça para baixo, não é mesmo? Este caso mostra que, de fato, as coisas estão ao contrário. Nos Estados Unidos, um homem mordeu cachorro policial e acabou se dando muito mal.

O caso aconteceu em Nashua, cidade que fica no estado americano de New Hampshire. Durante a prisão de Matthew Williams, de 35 anos, o homem pirou e tentou atacar um cão. Ele foi detido após denúncias de que estaria agindo de forma violenta em um quarto de hotel. Em resumo, ele estaria gritando, arremessando objetos e assustando os hóspedes.

homem mordeu cão
Matthew Williams protagonizou uma verdadeira inversão de papéis
(Foto: Divulgação)

Os primeiros policiais que chegaram não conseguiram retirar o homem do quarto, e foi solicitado apoio do canil. O suspeito entrou em luta corporal com o animal e mordeu a cabeça do cão. O cachorro não se feriu gravemente, mas o caso foi um verdadeiro susto.

Homem mordeu cachorro policial e foi processado

Depois de ser contido e levado à delegacia, Williams ouviu seus direitos. Em suma, devido à grande quantidade de confusão que causou, ele terá que responder por vários crimes.

Sendo assim, ele não prestará contas apenas por agredir um policial em serviço, e estamos falando do cão, claro. O homem deverá responder por resistência à prisão e agressão simples, por exemplo.

Sem dúvida tinha algo de muito estranho acontecendo com ele. Mas não foi divulgado se houve testes para saber se ele estava alcoolizado, drogado ou se era apenas violento mesmo.

homem mordeu cachorro

É pra deixar até os cães confusos
(Foto: Christoph Schmid/Unsplash)

Leia também:

Maior gato do mundo bate recorde e pode entrar para o Guinness Book

Cachorro vai à missa todos os dias após morte da dona

Vídeo impressionante mostra gato salvando bebê que ia cair de escada

Em um caso como este, certamente, grande parte da atenção acaba voltada para o estado de saúde do cão, e não do agressor. Portanto, nem foi dito se o indivíduo estava sob efeito de alguma substância.

Enfim, ele foi intimado a comparecer em data posterior na delegacia para os procedimentos legais envolvendo o processo. Esperamos, em conclusão, que ele entenda que, na ordem natural das coisas, é o cão que morde o homem.

Principal fonte: Fox News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.