Garoto com psoríase adota cachorrinha com 6 patas

Eles se ajudarão a vencer as diversidades do dia a dia

Garoto com psoríase adota cachorrinha com 6 patas

Em Essex, no Reino Unido, uma cadelinha nasceu com uma condição que poderia dificultar sua adoção. Ela nasceu com duas para a mais. A cachorrinha de 6 patas poderia ter um destino triste, se não fosse um adolescente de bom coração.

O jovem Luke Salmon, de 15 anos de idade, decidiu levar a simpática cadelinha para casa. Ela recebeu o nome de “Roo”. O garoto disse que a batizou assim por ela lembrar um canguru quando salta. Ela pula com as patas de trás para se locomover, já que as da frente dificultam os movimentos.

cadela de 6 patas
A pequena Roo nasceu com duas patas a mais
(Foto: Reprodução/Redes sociais)

A família de Luke se apaixonou por Roo a primeira vista. A cadela é meio vira-lata e meio labrador, e encontrou uma casa com apenas dois meses de vida. Infelizmente, nem todos os cães de abrigos têm a mesma sorte.

Cachorrinha com 6 patas foi para um lar carinhoso

Segundo a mãe de Luke, Lauren Salmon, o filho e o cãozinho já são grandes amigos. O animal vive alegre, entre os brinquedos e com o atencioso dono. As patinhas extras não são empecilhos para ninguém.

A família avaliou a condição de Roo e decidiu que não procurarão um veterinário para extrair as patas a mais. Além de ser inviável, o procedimento pode causar sofrimento desnecessário, pois ela está bem.

Os Salmon afirmam que, para eles, ela é uma cachorrinha normal, mas com duas patas extras.

cadelinha encontrou lar
Dificuldades superadas com amizade
(Foto: Reprodução/Redes sociais)
cachorrinha adotada
Mais patas e mais alegria
(Foto: Reprodução/Redes sociais)

Luke sofre de psoríase e cachorrinha pode ajudar

Devido à psoríase, Luke sofre bullying na escola. A doença faz com que apareçam manchas avermelhadas e escamosas pelo corpo. O estresse é um dos responsáveis, pois faz as manchas piorarem. Por outro lado, o problema fica menos sério e visível se o estresse é controlado.

Portanto, o contato entre Luke e Roo pode ser terapêutico e ajudar ambos. A amizade entre os dois, certamente, pode amenizar as dores de cabeça causadas na escola e na rotina.

garoto adota cadela
Muita fofura
(Foto: Reprodução/Redes sociais)

Leia também:

Gato gigante foi resgatado das ruas e recebeu mais de 3 mil pedidos de adoção

Cães e gatos pretos são últimos a serem adotados, segundo dados de ONG

Cabritinho doente faz amizade com cão durante tratamento e se tornam inseparáveis

cadela adotada
Novo lar e nova vida
(Foto: Reprodução/Redes sociais)
cachorrinha com 6 patas foi adotada
Amor a primeira vista
(Foto: Reprodução/Redes sociais)

Recomendamos para você



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *