Acrofobia: Conheça um dos graus mais graves do medo de altura 

Há vários tipos de medo de altura

Há vários tipos de medo de altura, em suma. Graus mais leves e outros mais graves. Há também várias definições, como acrofobia, aerofobia e a climacofobia. Ou seja, há diversas vertentes de fobia dentro do mesmo tema. A acrofobia, portanto, é uma delas. Saiba mais sobre esse medo irracional de lugares altos. 

A acrofobia se configura quando há reações físicas relevantes ao lidar com a altura. A pessoa acometida, resumidamente, pode ficar em uma posição segura em um lugar alto, mas, mesmo assim, age de forma irracional. Há registros de aumento nos batimentos cardíacos, rigidez ou tensão muscular e ataques de pânico. 

Acrofobia é diferente de aerofobia e climacofobia 

Acrofobia

A acrofobia é, literalmente, o medo de estar em lugares altos. Ou seja, é a forma mais ilustrativa dessa fobia. 

climacofobia, por outro lado, aplica-se epecificamente a escadas. Uma pessoa climacofóbica, portanto, teme subir e descer escadas, podendo sentir vertigens. É uma das definições de medo de altura, pois, geralmente, a altura influi nesse medo de escadas. 

E, em conclusão, a aerofobia é o medo de voar. Ou seja, a pessoa pode não ter medo de ficar perto do parapeito de um prédio, por exemplo. Mas, quando está em um avião ou helicóptero, a coisa muda de figura. A falta de controle sobre a situação, em suma, pode estar ligada a essa fobia. 

O que sente uma pessoa acrofóbica? 

Acrofobia medo de altura

Basicamente, um acrofóbico trava ou entra em desespero ao se deparar com lugares altos. Nos graus mais graves, a pessoa não pode nem morar em um apartamento, por exemplo. O acometido pode ter palpitações, aumento da frequência cardíaca, sudorese e tensão muscular. 

Portanto, mesmo que esteja longe de uma janela ou a metros de um precipício, o acrofóbico se desespera. Trata-se de uma fobia, ou seja, um medo irracional. Não deve ser tratado como fraqueza ou besteira. Ajuda profissional é recomendada. 

Como superar a acrofobia? 

medo de altura

Em primeiro lugar, é necessário buscar ajudar de um especialista. Por se tratar de uma fobia, estamos falando de um distúrbio psicológico. Sendo assim, pode ter uma origem ou não. Em resumo, a pessoa pode ter um trauma de altura ou desenvolver essa fobia sem uma causa aparente. 

Além de ajudar a descobrir a raiz do problema, um médico saberá a melhor forma de lidar com a acrofobia do paciente. Há tratamentos, então busque ajuda se achar que seu medo de altura é mais acentuado do que um sentido de sobrevivência comum. 

Mais curiosidades: 

Curiosidades do mundo: 10 fatos mais curiosos do mundo 

Curiosidades sobre bebês: Alimentação, inteligência, sono e muito mais 

Continente Africano: curiosidades, características e tudo sobre a África 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.