Gatinha que viveu por 12 anos em igreja morre e ganha memorial 

Gatinha-que-viveu-por-12-anos-em-igreja-memorial

No ano de 2008, uma gata de rua decidiu entrar em uma igreja. Não, esse não é o início de uma piada, mas história de Doorkins Magnificat. A gatinha que viveu por 12 anos em uma igreja, morreu, e não será esquecida. Após entrar no local e ser deixada em paz, em suma, ela acabou ficando. Com o tempo, portanto, se tornou parte da atmosfera da Catedral de Sowthwark, em Londres. 

Gatinha-que-viveu-por-12-anos-igreja

A famosa felina chegou a conhecer a rainha. Os anos dedicados ao local a tornaram conhecida mundialmente. Os gatos não vivem muito, infelizmente, mas marcam os locais por onde passam. É o caso de Doorkins, sem dúvida. Após a morte da gatinha, a Catedral de Southwark realizou uma cerimônia comovente. Houve um serviço de memorial, e a gata agora descansa no cemitério.

Gatinha que viveu por 12 anos em igreja já era bem conhecida 

Por essa história incomum, em resumo, Doorkins Magnificat já tinha protagonizado reportagnes que ganharam o mundo. Ela, por exemplo, ficava sempre no local reservado à rainha. A gata se manteve lá quando a soberana chegou, e o momento ficou marcado.  

Gatinha-que-viveu-por-12-anos-em-igreja

Mais curiosidades: 

Aplicativo traduz miados de gatinhos em palavras que podemos entender 

Casal de gatinhos de rua pede abrigo em uma casa para ter seus bebês 

Gatinho vira babá de ninhada de filhotes de golden retriever 

     

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.