Gato no corredor da morte foi salvo por mulher e a agradeceu com amor

Uma vida salva e uma nova amizade nascendo

Gato no corredor da morte

Pessoas condenadas por crimes bárbaros, em certos países, recebem a pena de morte. Mas, para alguns animais, essa sentença é decretada sem que tenham cometido crime algum. Um gato no corredor da morte foi salvo a poucas horas de passar por eutanásia. O caso do qual vamos falar aconteceu na Austrália. 

gatinho salvo no último minuto

Apesar do final feliz do bichano em questão, outros muitos não tiveram a mesma sorte. Os gatos e cachorros de determinados abrigos esperam por adoção, mas, caso não aconteça, são sacrificados. Sendo assim, cada família que acolhe um animal de abrigo está, literalmente, salvando uma vida. 

Algumas organizações tentam acabar com isso. Uma das ideias é a fundação de abrigos que não matam os animais que não são adotados. O Cat Rescue Newcastle, por exemplo, resgata animais das ruas e também os retira de abrigos que dão fim às vidas dos animais não adotados. 

Gato no corredor da morte foi resgatado e acolhido 

Uma das voluntárias do Cat Rescue Newcastle, chamada Adelle, viajou para conhecer Henry, um gato que estava a horas de ser sacrificado. Ele aguardou por muito tempo em uma gaiola de abrigo. Nunca foi escolhido pelas famílias que passaram pelo local. Ao perceberem que isso poderia não acontecer, ele foi colocado no corredor da morte. 

Gato no corredor da morte salvo

Adelle foi até o local e se disponibilizou para ficar com o gatinho condenado à morte. O único crime dele foi nascer e ser abandonado. Com a intervenção da mulher, mais uma vida foi salva. Em um vídeo lindo, que já conta com mais de 1,5 milhão de visualizações, Henry agradece. É um momento emocionante.

gatinho foi resgatado

Mais curiosidades: 

Os 20 gatinhos mais desastrados da internet em fotos para morrer de rir 

Gatinho ganhou uma casa menor do que ele e insistiu em entrar mesmo assim 

Os gatinhos mais engraçados do mundo em fotos premiadas 

Recomendamos para você



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *