Gatinha de rua vira companheira de viagem de ciclista que a resgatou 

Uma amizade que nasceu em um momento decisivo

Gatinha de rua vira companheira

Às vezes, precisamos mudar de ares para nos sentirmos vivos. Quebrar a rotina, mudar tudo e fazer algo que sempre sonhamos pode nos salvar. É o caso de Dean Nicholson, um escocês de 31 anos que deu um passo rumo à felicidade. No relato dele, uma gatinha de rua vira companheira de viagem em uma aventura especial. 

gata de rua resgatada filhote

Dean trabalhava oito horas diárias, como soldador, e decidiu que não queria mais isso. Ele economizou durante alguns meses, pegou sua bike e saiu pelo mundo. O homem viajou por oito países após largar sua cidade, Dunbar. Todo o percurso foi compartilhado online, para amigos e interessados na mudança radical. 

Gatinha de rua vira companheira de viagem fotos

Foi na fronteira entre a Bósnia e Herzegovina e Montenegro que ele arranjou a companhia ideal. Enquanto pedalava, ouvindo música em seus fones de ouvido, ouviu miados. Dean notou uma gatinha tentando escalar um morro, se aproximou e a acariciou. Quando estava voltando ao caminho, a gata foi junto. 

Gatinha de rua vira companheira de viagem e conhece vários países 

Notando que não conseguiria largar o bichinho sozinho, o homem a acolheu, alimentou e levou ao veterinário. Foi constatado que não havia nada de errado com a gatinha. Em pouquíssimo tempo, Dean se apaixonou por ela e decidiu que não viajaria mais sozinho. 

Gatinha de rua vira companheira de viagem

A gata ganhou o nome de Nala. As viagens continuam e a companheira felina tem seu lugarzinho para acompanhar Dean. Uma amizade que nasceu após uma decisão de mudança de vida. Parece até que Nala estava esperando por Dean esse tempo todo. Um lindo relato, não é mesmo? Essa dupla ainda viverá muitas coisas boas.

Mais curiosidades: 

Os 20 gatinhos mais desastrados da internet em fotos para morrer de rir 

Gatinhos sobre mesas de vidro em fotos perfeitas com várias raças 

Os gatinhos menos fotogênicos do mundo vão te matar de rir 

 

Recomendamos para você



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *