Gatinha obcecada por seu pequeno cachecol não faz nada sem ele 

Gatinha obcecada
(Callie Parsons)

Quando a gata Cinnamon (canela) viu a tutora tricotando um lindo e macio cachecol, nem imaginava que aquilo seria tão importante. Quando ganhou o presente, desenvolveu um amor tão grande por aquele pedaço de pano, que até emociona. A gatinha obcecada pelo cachecol o carrega aonde quer que vá.

gato e cobertor
(Callie Parsons)

Tudo aconteceu, eu suma, por um engano, na verdade. Ella Parsons, irmão humana de Cinnamon, resolveu tricotar um cachecol durante a quarentena, para ter um passatempo. Mas, no meio do projeto, o tecido acabou. Sendo assim o cachecol. Ficou pequeno demais para um humano usar.

gatinha e cobertor
(Callie Parsons)

As irmãs Ella e Callie, duas irmãs, decidiram dar o item à Cinnamon, em vez desmontar. A gata nunca tinha se interessado por nenhum item como aquele antes, mas valia a pena tentar.  

Gatinha obcecada por cachecol feito com carinho não larga dele 

No momento em que Cinnamon tocou o macio tecido, se apaixonou imediatamente. Ela só dorme com o item e o carrega para todos os lados na casa. O tamanho do objeto, sem dúvida, e perfeito para a gata. É como se, no fim das contas, a falta de tecido estivesse destinada a acontecer.

gatinha obcecada por cobertor
(Callie Parsons)

Na hora da soneca, o cachecol serve como um pequeno cobertor quentinho e macio. Quando o pano cai, ela mia e pede para jogarem sobre ela novamente. Canela já não vive sem seu paninho. Certamante, ela sente o amor das tutoras, que foi colocado ali a hora de fazer e na hora de doar a ela. 

Cinnamon já é idosa, portanto, dorme bastante. Enfim, ter uma companhia para os frequentes cochilos é muito legal  

Leia também: 

Gatinho sozinho em casa tem comportamento de partir o coração 

Pitbull adotado convence mãe humana a ficar com gatinho que ele adotou 

Abrigo faz festa de aniversário para gatinha ser adotada – mas ninguém aparece 

     

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.