Cães farejadores são treinados para detectar coronavírus em pacientes

A mesma organização já treinou animais para detectar câncer, Parkinson e malária

Cães farejadores são treinados para detectar coronavírus em pacientes

As habilidades olfativas dos cachorros não são segredos para ninguém. Esses animais, além de serem o xodó do ser humano, também são de uma utilidade ímpar, medicamente falando. Cães farejadores são treinados para detectar coronavírus, em um projeto muito mais especial do que parece.

Cachorros treinados para farejar coronavírus
(Foto: Caleb Fisher)

No Reino Unido, a entidade Medical Detection Dogs (Cães de Detecção Médica) tem um plano interessante. Em resumo, eles já treinaram cachorros para detectarem câncer de próstata, Parkinson e até malária. Isso mesmo, os cachorros detectam a doença no corpo humano pelo cheiro.

A entidade se uniu à Universidade de Durham e à Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres. O objetivo, é descobrir a melhor forma de fazer com que os animais detectem a doença. Isso, pois, segundo um dos representantes da entidade, Claire Guest, já é certo que os cães podem sentir o cheiro da Covid-19.

Cães farejadores são treinados para detectar coronavírus

Cachorros que farejam coronavírus
Cachorros treinados para detectar doenças (Foto: Medical Detection Dogs)

Se o projeto der certo, os cães poderão servir como testes para detectar o coronavírus. Isso seria extraordinário, pois os animais poderiam encontrar o vírus até em pessoas que não manifestaram sintomas. Sendo assim, identificação e isolamento do paciente seriam mais fáceis.

Um dos grandes problemas no controle da pandemia de Covid-19, é que não há testes suficientes para todas os casos suspeitos. Isso, certamente, é uma barreira que dificulta as ações de combate e prevenção.

Por outro lado, se os cães realmente conseguirem detectar o coronavírus até mesmo em casos assintomáticos, caminhados para uma nova opção de testes.

Leia também:

Vídeo mostra danos que coronavírus causa aos pulmões

Coronavírus mata mais homens do que mulheres, segundo estudo

Medo de altura: você sabe o que é acrofobia?

Recomendamos para você



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *