Big Brother Brasil – Origem e curiosidades

Conheça as origens do Big Brother Brasil

Estamos no início do ano e o Big Brother Brasil 2020 já está no ar. Nos últimos anos rolaram especulações afirmando que o programa chegaria ao fim. Mas uma mina de ouro só fechas as portas quando não há mais pepitas, certo?

Os boatos sobre o fim da atração circularam na TV e na internet. Sem dúvida, tínhamos duas certezas na telinha todos os anos: especial do Roberto Carlos e mais uma edição do Big Brother Brasil. Uma delas já falou, por outro lado, a segunda, segue bombando.

Big Brother Brasil 2020 tem anônimos e famosos – Foto: Divulgação

Não vamos entrar no mérito de discutir o conteúdo do BBB – cada um assiste o que quiser. Estamos aqui para mostrar a você a origem de um dos programas mais populares da TV nacional. Além disso, você entenderá o motivo de “a casa mais vigiada do Brasil” ainda continuar tão vigiada após duas décadas.

De onde veio o nome Big Brother?

Em primeiro lugar, vamos esclarecer de onde surgiu o nome do programa.

O Big Brother original é um personagem do livro 1984, de George Orwell. A história da obra se passa em um período fictício, no qual as pessoas são vigiadas 24 horas por dia. Portanto, cada ação é observada e julgada por uma figura conhecida como “O Grande Irmão” ou “O Irmão Mais Velho”.

No livro, esse “olho que tudo vê” tenta convencer as pessoas de que essa vigilância é benéfica, e o uso de termos como “irmão mais velho”, ou apenas “irmão”, serve para suavizar essa relação abusiva entre governo e povo.

O Big Brother Brasil abraça essa ideia colocando o apresentador como a figura do “Grande Irmão”. Ele pode observar e manipular as ações dos observados para tornar o show mais interessante.

O telespectador também é colocado nesse papel. Do conforto do sofá, é possível observar os participantes o dia inteiro. E há a possibilidade de intervir no andamento do programa através de votações online ou por telefone.

Criação do programa de TV

Primeiro Big Brother foi criado pela Endemol

O primeiro Big Brother foi a ar em 1999. A ideia se desenvolveu em uma produtora holandesa especializada em reality shows, a Endemol. Hoje, metade da Endemol pertence à Disney, que adquiriu grande parte da 21st Century Fox, que tinha domínio de um pedaço da empresa responsável pela criação do BB.

Enfim, no último ano do século passado, um dos sócios da Endemol, John de Mol, apresentou a proposta de um programa no qual pessoas comuns ficariam confinadas em uma casa sem acesso a nada do lado de fora, como TV, internet, rádio ou jornais.

Primeira edição do Big Brother, na Holanda, em 1999

O foco seria observar o convívio dessas pessoas que não se conheciam. O público poderia proteger seus participantes favoritos e eliminar quem não gostava. O competidor com mais carisma que restasse no fim seria o preferido da audiência e ganharia um prêmio em dinheiro.

Poucos anos depois, essa ideia daria origem ao Big Brother Brasil.

O Big Brother Brasil

O sucesso do programa original foi tão grande que muitos países começaram a criar suas versões. Não demorou para surgir o Big Brother Brasil. Alguns países traduzem o nome, como a Argentina que exibiu o “Gran Hermano” (é sério isso!). Outros países mantiveram o modelo, mas mudaram o nome, como o Canadá onde o programa se chamou Loft Story.

Por aqui, a Rede Globo, que exibe o reality show em sua versão brasileira até hoje, preferiu manter o nome, já que a popularidade era alta e as pessoas já conheciam o termo.

O BBB estreou no Brasil em 2002. O vencedor da primeira edição foi Kleber Bambam, que hoje é uma webcelebridade recorrente em memes. Por incrível que pareça, muita gente não sabe que ele é um ex-BBB. A atriz Grazi Massafera participou do quinto ano do programa. A apresentadora Sabrina Sato esteve no BBB 3.

Em conclusão, a audiência foi tão satisfatória que no mesmo ano já foi ao ar o Big Brother Brasil 2. A partir do ano seguinte a atração passou a ser anual e nunca falhou.

Curiosidades sobre o Big Brother

A atriz Juliana Alves participou da terceira edição. A apresentadora Íris Stefanelli esteve no BBB 7. Também apresentadora, Fernanda Keulla foi a vencedora da edição de número 13 do programa. A modelo e atriz Jaque Khury foi a primeira eliminada da oitava edição.

Leia também:

Os 5 reality shows mais bizarros já feitos

“Batman” salva animais da eutanásia e os encaminha para adoção

Globo revelou o filme que mais passou na Sessão da Tarde

O primeiro ano do programa, em suma, foi apresentado por Pedro Bial e Marisa Orth. A eterna Magda, do humorístico “Sai de Baixo”, não mandou muito bem. Ela teve a participação reduzida até que foi eliminada – com o perdão do trocadilho. Bial então tomou conta do show por 16 edições. Depois de tanto tempo, ele foi se dedicar a seu talk show “Conversa com Bial” e foi substituído por Tiago Leifert.

Enfim, o Big Brother Brasil 10 bateu um recorde mundial. A edição teve a maior quantidade de votos populares em um reality show. Foram cerca de 155 milhões de votos.

Recomendamos para você



Por favor deixe sua opinião isso é muito importante

Deixe sua opinião sobre esse assunto. Campos obrigatórios são marcados com *