Cientistas descobriram enzima que rejuvenesce e prolonga vida de ratos

Cientistas descobriram enzima que rejuvenesce e prolonga vida de ratos

Além de descobrir soluções para as doenças que afligem a humanidade, a ciência pode acabar esbarrando em descobertas interessantes. Ok, o termo “esbarrar” faz parecer que certas descobertas vieram por acaso. Mas não foi sem querer que cientistas descobriram uma enzima que rejuvenesce e prolonga a vida de ratos.

Ou seja, podemos estar mais próximos da fonte da juventude. Enfim, a descoberta foi feita nos Estados Unidos, mais especificamente na universidade de Washington, em St. Louis.

(Foto em destaque: Louis Reed/Unsplash)

Em resumo, os pesquisadores encontraram uma proteína que circula no sangue de animais jovens. Quando aplicada em camundongos idosos, os bichos apresentam melhoras na saúde. Mas o mais impressionante, é que os roedores mostraram sinais visíveis de rejuvenescimento.

Certamente, a tal enzima, chamada de eNAMPT, animou quem quer viver mais. Isso, pois os dados mostram que os ratos testados tiveram expectativa de vida aumentada em até 16%.

Rejuvenescimento
Fonte da juventude?
(Foto: Bill Oxford)

Enzima que rejuvenesce e prolonga vida poderá ser testada em humanos

Os resultados já foram publicados. As informações estão disponíveis no periódico científico Cell Metabolism. Sem dúvida, um resultado deste calibre não anima só quem quer aumentar a vida de ratinhos de estimação.

Portanto, o próximo passo é descobrir se o eNAMPT também se relaciona com o envelhecimento humano.

“Poderíamos prever, com surpreendente precisão, quanto tempo os camundongos viveriam com base em seus níveis de eNAMPT em circulação”, disse Shin-Ichiro Imai, autor do estudo.

Leia também:

Jogar Super Mario traz benefícios ao cérebro

Cabeça de lobo gigante foi encontrada enterrada no gelo

Odores da natureza previnem doenças, diz estudo

A ideia é usar as medições da enzima para medir o envelhecimento humano também.

“Ainda não sabemos se esta associação está presente em humanos, mas o estudo sugere que a quantidade de eNAMPT precisa ser mais estudada, para ver se ela (a substância) poderia ser usada com um potencial biomarcador do envelhecimento”, finalizou o cientista.

Fonte da juventude
Ratos tiveram a vida prolongada em até 16%
(Foto: Drew Hays/Unsplash)

Recomendamos para você



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *