Milhões de usuários do Facebook tiveram seus dados pessoais expostos

Facebook segurança de dados

Milhões de usuários do Facebook ficaram expostos na internet em mais um escândalo de vazamento de informações envolvendo a rede social mais poderosa do mundo. Com isso, os dados pessoais de muita gente estiveram disponíveis para acesso de qualquer um em um servidor da Amazon. A denúncia veio da empresa de cibersegurança UpGuard e foi revelada na última quarta-feira.

Ainda de acordo com a denúncia, algo em torno de 540 milhões de contas ficaram sem proteção de senha de acesso. Ainda não se sabe por quanto tempo a falha perdurou. Sendo assim, nesse período ainda incerto, pode ter acontecido muita coisa.

Reação do Facebook foi rápida

Quando foi informado sobre o problema, o Facebook agiu prontamente ao lado da Amazon para a correção. Segundo a rede social, os dados dos usuários já estão novamente seguros.

Facebook teve dados de usuários vazados
Foto: John Schnobrich/Unsplash

Dois blocos contendo informações foram descobertos sem proteção. Um deles estava ligado a uma empresa mexicana, a Cultura Criativa. Dentro do bloco, havia dados como preferências dos usuários (curtiras, músicas, comentários e fotos), interações com eventos e até mesmo reservas feitas para voos e hotéis.

Em nota, o Facebook afirmou que está investigando o que pode ter ocorrido. Esse tipo de material não poderia estar em um servidor público, segundo a empresa. A rede social ainda disse que os usuários envolvidos ficarão sabendo caso seus dados sejam usados indevidamente, já que eles puderam ser acessados por terceiros.

Polêmica atrás de polêmica

Não é a primeira vez que o Facebook está no centro de discussões sobre segurança de informação. A empresa já foi acusada, inclusive, de repassar informações dos usuários para empresas como Netflix, Microsoft e para a própria Amazon. Essa denúncia foi feita pelo jornal “The New York Times”, e pelo menos, 150 grandes empresas teriam sido beneficiadas.

No segundo bloco de dados descoberto pela UpGuard, havia até mesmo senhas de pessoas que possuem contas no Facebook.

Dados de usuários do Facebook vazaram

Foto: Sara Kurfeß/Unsplash

Mark Zuckerberg, um dos fundadores do site, precisou se explicar também quando foi revelado que a rede social já fez testes com seus usuários que foram considerados, no mínimo, de mau gosto. Em um deles, os feeds de notícias de algumas pessoas eram alterados para que só lessem conteúdo triste ou pesado e, com isso, constataram que as pessoas passavam a compartilhar coisas na mesma linha, ou seja, notícias tristes.

A consultoria britânica Cambridge Analytica, enfim, teria usado um programa para juntar os dados de milhões de detentores de contas da rede social para com objetivos políticos. E sem o consentimento dos envolvidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.