Jovem registra últimos momentos no celular antes de ser morta pelo namorado

O feminicídio é uma realidade preocupante no mundo todo. Alguns países têm dados mais preocupantes, mas isso ocorre em todo o planeta. E um registro triste, desesperado, mostra os momentos finais de uma mulher. A jovem registrou os últimos momentos de vida antes de ser assassinada pelo próprio namorado.

A vítima e protagonista desse caso é Lauren Bloomer, de 25 anos. O caso ainda é investigado, mas ela foi supostamente esfaqueada mais de 30 vezes após buscar ajuda quanto ao namorado. Ela pedia conselhos sobre como lidar com o estado de confusão mental do companheiro após ele ingerir um brownie feito a base de maconha.

Segundo a notícia publicada pelo The Mirror, os psiquiatras forenses consideraram que o homem estava sofrendo de um episódio psicótico no momento do crime. De acordo com a promotoria, o estado mental do rapaz não alterou sua intenção de matar a companheira.

Investigação de um caso complexo

Jovem registra últimos momentos no celular
Imagem ilustrativa (Unsplash)

O suposto autor, Jake Notman, de 27 anos, nega ter assassinado Bloomer. Ele alega não ter condições de responder pelos seus atos devido ao estado de confusão mental no momento do crime.

Durante o julgamento do caso, que ocorre pelo Tribunal de Stafford, a promotora Deborah Gould disse aos jurados que a vítima utilizou seu celular para registrar o que estava acontecendo em uma gravação que parecia ter “saído do filme Pânico”.

O registro, de 17 minutos, mostra os momentos que antecederam o homicídio, o crime em si e as ações imediatas após o crime.

“Isso mostra o réu quando ele começou a atacar Lauren, a princípio com as próprias mãos. Ela estava apenas tentando cuidar dele no estado de desordem mental causado pela cannabis. No início da gravação é possível vê-la rindo e sendo acusada pelo homem de rir dele”, declarou a promotora.

A gravação de celular registrou os últimos momentos de vida de Lauren Bloomer

Jovem registra últimos momentos
Imagem ilustrativa (Unsplash)

Após cerca de nove minutos de gravação, é possível notar quando Jake se torna agressivo, e pouco tempo depois é possível ouvir Lauren em outra ligação pedindo ajuda para uma tia. “Algo no comportamento de Jake fez Lauren começar a gravar com seu celular. O áudio gravou seus gritos e pedidos de ajuda”, relatou Deborah.

Em determinado momento os gritos de Lauren param e é possível ouvir Jake gritando “Eu nunca vou te ver de novo”. Em seguida, o barulho de um motor de carro aparece no áudio e é seguido por um baque alto. Vizinhos relataram que o homem teria atropelado o corpo da parceira e retornado para casa sem tomar qualquer providência.

O acusado teria acionado os serviços de emergência à 1h32 falando que “disseram que eu matei minha namorada”. Em sua declaração para a polícia, ele sugeriu que o brownie de cannabis consumido possuía alguma droga além de maconha que o induziu ao estado alterado de consciência. O caso segue em julgamento.

Leia também: TikToker engole AirPod e grava mensagem de áudio diretamente do estômago

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.