Produtos veganos poderão ficar isentos de IPI após proposta na Câmara

produtos veganos
Produtos veganos ganham espaço (Foto: Vegan Liftz)

Foi apresentada na Câmara dos Deputados uma proposta que visa incentivar o crescimento da indústria vegana. A ideia pretende isentar os produtos veganos de IPI, o Imposto Sobre Produtos Industrializados. O projeto foi proposto pelo deputado Eduardo Bismarck (PDT-CE).

Por outro lado, a isenção não seria permanente. O objetivo é fazer com que os descontos aconteçam por até cinco anos. Sendo assim, isso poderia fazer com que a indústria vegana crescesse e se estabilizasse.

mercado vegano
Indústria vegana em ascensão (Simon Matzinger)

Segundo o parlamentar, tem aumentado bastante o número de vegetarianos e veganos no Brasil. Ele apresentou dados do IBOPE que mostram que a quantidade de adeptos praticamente dobrou em seis anos. Mas, por falta de opções, fica difícil para os veganos manterem o estilo de vida.

“Com isso, consideramos imprescindível que sejam concedidos incentivos a essas empresas para que ampliem sua capacidade de operação e elevem a oferta de alimentos veganos, atendendo a este crescente público, o que culminará na redução do preço para o consumidor final e estimulará a indústria”, disse Eduardo Bismarck na defesa do projeto.

Produtos veganos com incentivos fiscais já teve proposta rejeitada anteriormente

veganismo
Produtos veganos são cada vez mais procurados (Foto: Anna Pelzer)

No ano de 2019, houve uma proposta do deputado Celio Studart (PV-CE) que pretendia dar desconto tributário a empresas que produziam produtos veganos. Mas a proposta foi rejeitada.

Não só no Brasil, como no mundo todo, o veganismo tem ganhado muito espaço. Com estrelas e influenciadores apoiando a causa, há holofotes sobre o tema. Joaquin Phoenix, por exemplo, que ganhou o Oscar de Melhor Ator, defendeu o veganismo no discurso mais visto até o momento no ano.

Confira mais curiosidades sore animais:

10 fatos mais curiosos do mundo

5 recordes animais impressionantes

Recomendamos para você



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *